terça-feira, 20 de maio de 2014

Arre burro, tique, toque...


A caminho da ribeira,
vai com o burro o Tio Roque;
leva grão para moer,
- "Arre, burro!" Tique, toque.

Lá em baixo está a azenha, 
sob o monte quase a pique;
o tio Roque apressa a marcha:
- "Arre burro!" Toque, tique.

Na azenha, a mó moendo,
vai moendo sem cessar.
Breve o grão será farinha,
e depois o pão do lar.

Grão moído, volta a casa,
sobe o monte quase a pique;
o Tio Roque apressa a marcha:
- "Arre burro!" Toque, tique.

Sem comentários:

Enviar um comentário